Sunday, November 29th, 2009 | Author:

Irrigação localizada

Um sistema com duas bombas.
Em resumo, podemos imaginar a planta como um sistema munido de duas bombas. A primeira, premente nas raízes, absorve a água e a faz circular pela “rede hidráulica” os vasos do lenho. A segunda, de sucção, estariam nas células das folhas, que abrem suas torneirinhas e derramam água na atmosfera. Todavia, isso só é possível, porque a estrutura química da água é composta de moléculas que estão ligadas entre si como os elos de uma corrente. É essa conformação, aliás, que dá aos líquidos sua compacidade (a capacidade de “viverem grudados” uns nos outros, e não se interromperem sem que uma força maior os separe).

Você pode acompanhar os comentários desse post através do RSS 2.0 feed. Você pode ou mandar um, or trackback do seu site pra cá.
Deixe um comentário » Log in