Wednesday, July 21st, 2010 | Author:

Técnicas de reprodução das orquídeas

Perpetuação das espécies.
Os diferentes processos e técnicas de reprodução das orquídeas, da natureza ao laboratório.
Processo Simbiótico:
As sementes e a natureza fazem o seu papei.
No dia seguinte à fecundação, a flor se fecha e começa o intumesci-mento do seu ovário (localizado na parte traseira da flor). Ali, forma-se uma cápsula portadora de 300 a 500.000 sementes minúsculas.
Essa cápsula leva em média um ano para crescer e amadurecer. Quando se abre, e as sementes são espalhadas pelo vento. Somente germinarão as sementes cujos embriões forem atacados por um fungo chamado Micoriza, que produz alimento e açúcares para as pequenas plantas brotarem. Elas também deverão receber condições ideais de luminosidade, calor e umidade, no local onde vão vegetar.
Lembramos que a cultura por sementes permite o aparecimento de plantas diferentes, não só tecnicamente, como com relação às cores. Cada semente, embora tenha os mesmos genes, produz plantas diferentes.

Você pode acompanhar os comentários desse post através do RSS 2.0 feed. Você pode ou mandar um, or trackback do seu site pra cá.
Deixe um comentário » Log in