Tuesday, September 06th, 2011 | Author:

O paisagismo do clube é mantido por duas voluntárias. No local, as fontes d’água inspiraram os músicos Tom e Vinícius.
Em 1996, Regina e Luíza partiram para outra empreitada: renovar também o paisagismo do local. Como não tinham qualquer experiência em criar com jardins, fizeram um curso de paisagismo na Universidade de Brasília (UNB). “Quem visita o clube fica surpreso com o que ocorreu nos últimos 10 anos”, conta Regina, referindo-se ao colorido das flores e à organização do espaço.
Hoje, Luiza e Regina gerenciam muitas atividades permanentes. No programa “Adote uma Arvore”, famílias associadas escolhem mudas recém-plantadas, mantendo o compromisso de preservá-las ao longo dos anos. Já o “Adote uma Nascente” cuida, em parceria com a subsecretária de recursos hídricos do Distrito Federal, de quatro nascentes d’água e das malas ciliares localizadas dentro do clube. Esse trecho já serviu até de inspiração para Tom Jobim e Vinícius de Moraes comporem uma sinfonia (veja quadro),
Com o trabalho de conscientização ambiental, Luiza e Regina acreditam dar outro olhar aos associados, em especial às crianças. “Antes eles não se davam conta do que tinham. Agora é diferente, pois sabem do valor natural e histórico que o clube guarda”, orgulha-se Regina.
Fonte de inspiração:
Brasília Country Club foi fundado em abril de 1958, dois anos antes da inauguração da nova capital brasileira. Nessa época, duas casas existentes na área do clube hospedavam a comitiva presidencial. Uma casa era o Catetinho (em alusão ao Palácio do Catete. no Rio de Janeiro) que pertenceu por um curto período de tempo ao clube.
Em dezembro de 1959, Vinícius de Moraes e Tom Jobim se hospedaram no Catetinho. pois foram contratados por JK para compor uma sinfonia para o dia da inauguração de Brasília. Durante um passeio. Tom e Vinícius toparam com uma das fontes d’água que o clube preserva. Daí surgiu a inspiração para a canção Água de Beber: “Água de beber / Água de beber, camará / Agua de beber / Água de beber, camará”.

Você pode acompanhar os comentários desse post através do RSS 2.0 feed. Você pode ou mandar um, or trackback do seu site pra cá.
Deixe um comentário » Log in