Arquivado em la Categoría » Arvores de flores «

Friday, July 12th, 2013 | Author:

Dúvidas sobre eucalipto:
“Gostaria de saber como aproveitar melhor um eucalipto na decoração do meu jardim”
Eucalipto é a designação de várias espécies vegetais do gênero Eucalyptus. Esta constitui-se, aproximadamente, de 700 espécies, a maioria nativa da Austrália, Nova Zelândia, Nova Guiné, Indonésia e Filipinas. Nõ paisagismo são recomendadas as espécies dólar de prata (E. cinérea), eucalipto-vermelho (E. ficfolia) .Você pode utilizálas dentro da composição de um jardim como planta escultural (única) ou na formação de bosques

Thursday, March 07th, 2013 | Author:

Qual a adubação correta para as árvores frutíferas? Quando e quanto devo adubar?” Maria Lúcia Nishida – São Paulo/ SP

A adubação das plantas frutíferas varia de espécie para espécie. Existem dois tipos de adubação: a de base, feita nas covas, e a de manutenção, feita anualmente. Por exemplo, em uma parreira com adubação em cova, deve-se usar de 2 a 3kg de calcário, de 1 a 2kg de farinha de osso, de 100 a 200g de superfosfato, 200g de cloreto de potássio e de 20 a 30 litros de estrume curtido. Já a de manutenção deve ser feita na base da planta, anualmente, no período que antecede a brotação, isto é, no final do inverno. Usam-se adubos orgânicos ou formulações comerciais (10.1 0.10 ou 12.12.12 para nitrogênio, fósforo e potássio) em doses que vão de 300 a 600g por planta. Existe, porém, uma regra para outras frutíferas em relação à adubação para as covas, sendo necessários 20 litros de estéreo de gado ou 5kg de estéreo curtido de frango, de 0,5 a 1 kg de calcário, 1 kg de fosfato natural, de 1 50 a 200g de cloreto de potássio e de 30 a 50g de algum adubo mineral que contenha micronutrientes.

Friday, March 16th, 2012 | Author:

Vários exemplares de tuia foram plantados recentemente no jardim.

A entrada da propriedade com podocarpos enfeitando o caminho

Tuesday, November 22nd, 2011 | Author:

Arvores floridas.
Quando os botânicos viram o ipê-roxo pela primeira vez deram-lhe o nome de “árvore buquê” em decorrência das flores que surgem em cachos. Por esta visão, de baixo para cima, quase não dá para perceber o formato de sua inflorescência. É que o ipê-roxo é o mais alto dos ipês, alcançando até 35 m.
Além de belas fotos o livro tem função social. Sua renda será revertida integralmente à Associação para Crianças e Adolescência com cancer.

Tuesday, October 18th, 2011 | Author:

Árvores floridas.
Livro reúne fotografias de espécies nativas e exóticas do Brasil.
Olivro “Árvores Floridas” (Ed. Oficina das Artes -R$ 89,00) reúne algumas das melhores fotografias de árvores recebidas pelo Itaú BBA nos dez anos do concurso fotográfico que a entidade promove sobre o tema. São 120 imagens, a maioria de árvores focalizadas inteiras em meio a descampados de todas as regiões do Brasil. Tiradas por fotógrafos profissionais e amadores, árvores como flamboyant, mangueira, cerejeira-ornamental, entre outras, desfilam florações impressionantes e troncos, muitas vezes, curiosos e retorcidos. As floradas dos ipês encontradas em diversos tons, são destaque. Aprecie duas:
O ipê-amarelo-do-cerrado foi declarado a árvore símbolo do Brasil pelo destaque de suas flores amarelas em meio à folhagem verde-bandeira. O curioso nesta imagem é seu tronco totalmente envolvido por trepadeiras.