Arquivado em la Categoría » Chapada diamantina «

Tuesday, January 19th, 2010 | Author:

Chapada da diamantina lençois

Chapada da diamantina lençois.
ALGUMAS DICAS.
Lençóis fica quase às margens da perigosa e esburacada rodovia federal BR 242, a 425 km de Salvador.
Não há serviço de taxi ou de locação de veículos na cidade, mas existe um hotel de duas estrelas e uma porção de casas que alugam quartos. Com alguma sorte, é possível também alugar um burro e contratar um guia.
De maio a agosto ha sol no Poço Encantado. Setembro é quando muitas flores desabrocham, mas os rios estão quase todos secos. Se você for no inverno, é melhor levar agasalho, porque a temperatura na Chapada pode ser bastante fria.
Ao lado Poço Encantado. De maio a agosto, um raio de sol cria efeitos mágicos no local

Sunday, January 17th, 2010 | Author:

Chapada diamantina 2010

Chapada Diamantina é isto. Uma cordilheira tributária do Maciço Atlântico, que penetra fundo no centro-oeste baiano, promovendo o milagre de virar pelo avesso a paisagem agreste do Sertão. Ali sobejam florestas de mata alta, chapadões imensos, rios subterrâneos, penhascos de centenas de metros, campinas floridas, vales verdejan-tes, uma quantidade impressionante de quedas e cursos d’água e muita, muita magia.

Friday, January 15th, 2010 | Author:

Chapada diamantina viagem

Chapada Diamantina-Na “guerra”, 10.000 homens lutaram por quase uma década.
De maio a agosto, na parte da manha, o lago recebe um fantástico e delicado raio de sol, que magicamente ilumina as pedras que repousam no fundo, criando um cenário que parece extraído de um filme de fantasia.

Wednesday, January 13th, 2010 | Author:

Palmeiras chapada diamantina

Ajudado por uma corda, Miguel lhe conduzirá através de um túnel muito estreito, inclinado e totalmente escuro, até que se alcance um corredor mais largo, onde a escuridão é substituída por um extraordinário efeito de luz, proveniente de um lago subterrâneo de águas azuis.

Tuesday, January 12th, 2010 | Author:

Sobre a chapada diamantina

Em todo o caso, o mais impressionante de todos os lugares é o Poço Encantado, entre Andaraí e Itaeté, distante 150 km de Lençóis. Se não tiver um guia, trate de conseguir um. Pergunte por Miguel do Poço Encantado, na cidade de Itaeté. Miguel é conhecido como guia e guardião do lugar. Lugar muito especial, com belezas raras e pouco conhecidas.

Monday, January 11th, 2010 | Author:

Morro do Chapéu

Montanha do Pai Inácio, Caverna Bujões, nacidade de Morro do Chapéu com uma impressionante boca de 100 metros de largura e 6.576 m de extensão  ou, quem sabe, ir conhecer a fascinante Cova Pratinha, dentro da qual um rio de águas verdes e transparentes jorra do Pico Barbado, com 2.033 m de altura.

Sunday, January 10th, 2010 | Author:

Chapada diamantina brasil

A trilha usada pelos jumentos faz esta parte da viagem mais fácil e, no final da tarde, chega-se finalmente a Anda raí. Esta pequena cidade, que nos áureos tempos pretendia rivalizar com Lençóis, hoje tem deficientes condições de alimentação e hospedagem, mas de lá é possível pegar um ônibus para Salvador, Lençóis ou outras cidadezinhas. Se você estiver de carro, através das precárias rodovias dessa região da Bahia, as opções de passeios são múltiplas.

Saturday, January 09th, 2010 | Author:

Turismo chapada diamantina

Para alcançar Andaraí, a 30 km de distância, um caminho serpenteia através do Vale do rio Pati, onde, dependendo da estação do ano, árvores estão cheias de flores amarelas e cor de violeta, ou de jacas, aquelas grandes e gostosas frutas tão típicas da Bahia. Depois de 4 horas de viagem, faz-se uma nova escalada de uns 500 metros de altura, de onde pode-se ver todo o bonito Vale do rio Pati.

Friday, January 08th, 2010 | Author:

Capão chapada diamantina

Vista panoramica do Morro do Carmelo.
No final do dia, 25 Km mais longe, após contornar o Morro Branco, pode-se alcançar Ruinha, no Vale do rio Pati, um vilarejo onde uma solitária igrejinha nunca aberta, e mais 4 casas em ruínas, dão margem a indagações e fantasias.

Thursday, January 07th, 2010 | Author:

Parque nacional da chapada diamantina

Na foto maior, vista do Vale do Pati. Ao lado, o transparente Rio Pratinha, um dos poucos rios subterrâneos do Brasil.
Provavelmente, por causa da imensidão do planalto deserto, onde a vegetação baixa é constante e suavemente ondulada pelo vento.