Arquivado em la Categoría » Cuidados com as plantas «

Thursday, February 09th, 2012 | Author:

“Acho que as pessoas estão buscando algo mais espiritual para suas vidas, mas é preciso ter cuidado, pois quando algo vira febre, sempre aparecem os que querem se aproveitar.”

“As pessoas acham alto o investimento numa manutenção, mas esquecem que para se ter algo sempre bonito é preciso “alimentá-lo” corretamente.”

Wednesday, October 26th, 2011 | Author:

Cuidados com as pequenas.
• As plantas que precisam de sol pleno para se desenvolver devem receber pelo menos quatro horas diárias de sol direto. As de meia-sombra se contentam com duas horas diárias de insolação e, por isso, se desenvolvem satisfatoriamente quando estão próximas a muros que fazem sombra sobre elas em um determinado período do dia.
• Quando usadas para arrematar bordas de canteiros gramados, as flores rasteiras podem ter suas raízes danificadas pelas raízes das gramas. Para evitar este problema, use um limitador de grama.
• Deve ser levado em conta o efeito estético que resulta da combinação entre a flor da borda do canteiro ou do vaso e a planta principal. Tamanho e cor de uma podem “sufocafa outra.
• Durante a época da floração, as flores que já murcharam devem ser sempre extraídas com uma tesoura de poda. Essa providência pode estimular
o nascimento de novas flores.
• Não custa lembrar: como todas as plantas, as flores miúdas não podem viver sem água – mas também não suportam encharcamento. A melhor forma de saber se as plantas precisam de rega é colocar o dedo no solo, que deve ser mantido sempre úmido; só molhe se estiver seco. Se estiverem plantadas em vasos, o risco de encharcamento é maior.