Arquivado em la Categoría » orquideas exoticas «

Wednesday, November 16th, 2011 | Author:

ÍRIS-ANÂ: A íris germânica alcança os 60 cm de altura. As folhas longas e verde-azuladas contrastam com suas inflorescéncias ramificadas com duas flores em cores diversas, principalmente brancas e azuis. Deve ser irrigada periodicamente e desenvolve-se melhor em clima frio.

Monday, November 14th, 2011 | Author:

ONZE HORAS: originária do Brasil, a Portulaca grandiflora tem de 15 a 20 cm, Suas flo res são grandes e se abrem pela manhã. Tolera geadas climas frios e sua multiplicação se dá por sementes.

Monday, August 08th, 2011 | Author:

Novas flores.
Surpreenda-se com variedades cheias de cores e formatos diferentes, ideais para renovar seus canteiros.
Qualquer jardinista mais experiente sabe que, de tempos em tempos, é preciso substituir as flores dos canteiros, para torná-los mais bonitos e vigorosos. O trabalho ficará mais fácil com as diversas novas flores que estão chegando ao mercado.
São melhoramentos genéticos realizados no Japão pela Sakata – empresa que desenvolve e comercializa sementes. Algumas dessas novidades já são vendidas no Ceasa-SP e em garden centers. Outras, logo, logo darão as caras. Nessa reportagem, separamos 29 das mais exóticas e floridas.

Sunday, January 30th, 2011 | Author:

Flor phalaenopsis

Uma estrutura de vime e arames em base de alumínio acondicionam as Phalaenopsis amareladas, numa combinação feita por Paulo de Bento.
Paulo usou orquídeas rosas, vime, casca e fios de papel neste delicado arranjo díptico.

Saturday, January 29th, 2011 | Author:

Phalaenopsis orquideas

Casamento perfeito.
A harmonia de suas formas faz com que as Phalaenopsis possam ser usadas em ocasiões variadas, como casamentos, buquês, centros de mesa, etc. “Como toda orquídea transmite um certo fascínio sobre as pessoas, porque mexem com a emoção, elas dão um toque de classe á decoração de lojas, festas, etc”, enfatiza Denice.
Utilizada plantada ou cortada nos arranjos florais, combina com flores nobres e folhagens que não “roubem” sua beleza. “Quando faço um arranjo floral com elas, uso tiras de folhas de fórmio para dar uma maior leveza ao trabalho executado”, conta Paulo, que não gosta de combinar esta orquídea com outras flores, mas salienta a importância de destacá-la nos enfeites por ser muito expressiva, além de ter o cuidado de não sufocar as flores. Denice as combina com quase todas as flores, desde que tenham tons pastel e folhagens leves como xanadu, rúscus, semente de Santa Bárbara, aspargos, muita e galhos de kiwi secos.

Friday, January 28th, 2011 | Author:

Phalaenopsis como cuidar

Manutencao e outros cuidados.
“A rega deverá acontecer quando o substrato estiver bem seco. Se a planta estiver em local bem ventilado, a rega deve acontecer até duas vezes por semana, pois ela prefere boa umidade relativa do ar c não estar propriamente encharcada”, orienta a empresária. Paulo de Bento afirma que, sempre que sente o vaso muito leve, rega a orquídea com água de poço ou de chuva. É importante também não banhar as flores para que elas não manchem.
Já a adubação pode acontecer uma vez por semana, por quinzena ou mês com adubo químico de NPK 10-10-10 ou 20-20-20 (uma colher de chá dissolvida cm um litro dc água nutre de seis a sete orquídeas).
Deníce orienta que a duração da flor, quando cortada para ser usada nos arranjos florais é bem menor — cerca de dez dias. “É aconselhável deixar este arranjo sempre com água e em ambiente fresco”, ensina.

Thursday, January 27th, 2011 | Author:

Phalaenopsis orquidea

FLOR DO MÊS.
FRAGILIDADES.
Planta epífita ou litófita, ou seja, que utiliza outra planta ou pedra para se fixar, a Phalaenopsis gosta de temperatura quente e úmida, entre 18°C e 28°C. Frágil, ela precisa de ambientes arejados e ventilados, porém não resiste a geadas e ventos frios, necessitando de abrigo durante o inverno, e também não suporta a luminosidade direta, uma vez que o sol pode queimar suas folhas e flores.
Julia explica que o ideal é plantar a orquídea em vasos plásticos transparentes que retém a umidade na planta c permite que a claridade chegue às raízes, além de usar substratos mais firmes como fibra de coco, pedaços de cascas ou britas.
“No transporte da orquídea, quando plantada em vaso, devemos ter o cuidado de proteger as flores com papel celofane ao seu redor. Sendo em corte, é importante manter cada haste em um tubo de ensaio com água, envolta em celofane e acon-dicionadas em caixas”, avisa a artista floral Denice M. Tritapc-pe, da capital paulista.

Tuesday, January 25th, 2011 | Author:

Orquideas phalaenopsis fotos

A Phalaenopsis caiu no gosto do brasileiro por sua durabilidade e beleza, já que suas flores podem ficar abertas de 40 dias a três meses, que pode ocorrer até três vezes ao ano. Se há 10 anos ela era uma flor cara, hoje, é fácil encontrá-la em supermercados, floriculturas, garden centers, etc.
De fácil cultivo, esta orquídea possui mais de 46 espécies de gênero, além de mais de mil tipos de híbridos. “A produção em grande escala facilitou o consumo da planta que agrada a todos”, argumenta Julia.
“Na minha loja esta é a flor ‘chefe’. Uso praticamente só cia em meus arranjos, em várias cores e tamanhos, pois transmite uma beleza única e as pessoas gostam de usá-las para presentear às pessoas queridas”, conta o florista gaúcho.

Monday, January 24th, 2011 | Author:

Orquideas phalaenopsis

VÔO DE BORBOLETAS.
DELICADA E DURÁVEL, A PHALAENOPSIS É MUITO PROCURADA PARA ARRANJOS FLORAIS E PARA A DECORAÇÃO DA CASA. CONHEÇA UM POUCO MAIS SOBRE ELA.
Orquideas sao flores de beleza singular e nobre, que costumam florescer apenas uma vez ao ano. As orquídeas Phalae-nopsis (lê-se Falenópsis) são graciosas e nos brindam com sua beleza a um custo baixo, além de apresentar maior tempo de floração, conforme o cuidado que receberem. “E uma das orquídeas mais belas que conheço. Sua elegância expressa um sentimento único e marcante”, elogia o artista floral Paulo de Bento, da floricultura Tuy Flores, de Bento Gonçalves, RS.
Derivado do grego phalaina (borboleta) e opsis (aparência), suas flores lembram as asas de uma borboleta e ela tem origem naÁsia tropical, sendo facilmente encontrada nas Filipinas, índia. Indonésia, Himalaia, China, Borncu c Taiwan, c também em algumas regiões australianas, européias e sul-americanas. A empresária Julia Pflug, proprietária do Orquidário Morumby, localizado na capital paulista, destaca que “em Java elaé conhecida como orquídea lunar, porque sua floração dura mais do que o ciclo da lua, um mês ou mais”

Wednesday, July 07th, 2010 | Author:

Oncidium jonesianum

Oncidium jonesianum var. binotii.
Espécie que tem como hábitat os agrestes e serrados do norte de Minas Gerais onde a falta de chuva muitas vezes perdura por mais de seis meses.
Planta com pseudobulbos curtos com folhas roliças e grossas de até 40 cm de comprimento, pendentes, voltadas para baixo. Flores de 5 cm de diâmetro brancas com grandes máculas arredondadas de cor marrom-amareladas. Vegeta a 800 metros de altitude e floresce em janeiro e fevereiro.