Arquivado em la Categoría » Orquídeas «

Monday, August 09th, 2010 | Author:

Dicas de jardinagem para fevereiro

Fevereiro.
As fortes chuvas ainda são constantes neste mês. Portanto, os mesmos cuidados observados para o mês de janeiro devem ser tomados.
Mês de floração da exótica Cattleya velutina, espécie quase extinta nos seus hábitats de São Paulo e Espírito Santo. Neste mês florescem ainda as Hadrolaelias xanthina e pu-mlla, as M. regnellii e spectabilis var. moreliana e os Oncidiuns jonesianum e lanceanum. Entre as estrangeiras, é a época da linda C. dowiana áurea.

Sunday, August 08th, 2010 | Author:

Dicas de cultivo das orquideas

Flores o ano inteiro.
Dicas de cultivo e sobre o período de floração das principais espécies..
Janeiro:
Altas temperaturas e pesadas chuvas são característicos deste mês. A maioria das plantas prefere o calor às baixas temperaturas. As orquídeas brasileiras e de nossos países vizinhos suportam bem as chuvas constantes, desde que os vasos tenham uma boa drenagem. Para escoar melhor a água, preencha um terço do vaso com cacos de cerâmica limpos. Algumas espécies mais sensíveis ao excesso de água devem ser recolhidas para locais cobertos.
Atenção às pragas e doenças. Lesmas, caracóis, tatuzinhos e outras pragas costumam proliferar nesta época. Utilize lesmicidas e inseticidas para combatê-los. Os fungos que se espalham através de esporos na umidade devem também ser controlados, de preferência com fungicidas sistêmicos. Não se esqueça dos devidos cuidados ao manusear esses perigosíssimos produtos.
Floresce neste mês a bela Cattleya bicolor, procedente dos estados do Sul e Sudeste brasileiros, além de outras espécies do mesmo gênero, como a C. harrissoniae, guttata e bicolor, e da peruana Cattleya rex. Outras plantas deste mês são a Catasetum fimbriatum, Stanhopea insignis e M. regnelii e spectabilis.

Saturday, August 07th, 2010 | Author:

Coleção de orquideas

Coleção inteligente.
Torne-se um colecionador, inicie com plantas de baixo custo e de fácil cultivo.
Faça sua coleção de maneira racional, mesclando plantas de diversos gêneros e de fácil cultura. A seguir, apresentamos uma relação de 60 espécies, divididas por trimestre em função de suas épocas de floração. Sugerimos plantas de baixo custo e fáceis de cultivar, ideais para os iniciantes na orquidofilia.
1° trimestre:
Cattleya labiata 4 plantas .
Cattleya forbesii 1 plantas.
Cattleya bicolor 1 planta.
Oncidium pumilum 2 plantas.
Oncidium longípes 2 plantas.
Hadrolaelia xanthina 1 planta.
Hadrolaelia crispa 1 planta.
Cattleya aclandiae 1 planta.
2° trimestre:
Cattleya walkeriana 3 plantas.
Hoffmannseggella cristata 2 plantas.
Oncidium pulvinatum 1 planta.
Onc. varicosum var. rogersii 2 plantas.
Encyclia longifolia 1 planta.
Hadrolaelia coccinea 3 plantas.
Sophronitis cernua 2 plantas.
Hadrolaelia pumila 2 plantas.
3° trimestre:
Paphiopedilum insigne 1 planta.
Dendrobium nobile 2 plantas.
Dendrobium fimbriatum 2 plantas.
Coelogyne cristata 1 planta.
Coeiogyne flaccida 1 planta.
Coelogyne lawrenceana 1 planta.
Hoffmannseggella longipes 1 planta.
Hoffmannseggella briegeri 1 planta.
Hoffmannseggella mileri 1 planta.
Hadrolaelia jongheana 1 planta.
4° trimestre:
Hadrolaelia purpurata 4 plantas
Oncidium pubes 1 planta.
Baptistonia echinata 1 planta.
Epidendrum crassifolium 1 planta.
Hadrolaeliaelia lobata 1 planta.
Cattleya warneri 2 plantas.
Cattleya loddigesii 2 plantas.
Cattleya schilleriana 1 planta.
Cattleya tigrina 1 planta.
Leptotes bicolor 1 planta.

Friday, August 06th, 2010 | Author:

 replantar uma orquídea

Replantar uma orquídea:
Podem ser utilizados vasos usados, desde que sejam bem lavados e enxagüados.
Preencha um terço do vaso com cacos de cerâmica para facilitar a drenagem.
Como substrato para plantas epífitas, use xaxim desfibrado. Esse material é facilmente encontrado.
Molhe o xaxim para facilitar seu manuseio e também evitar poeira no trabalho.
Espalhe uma camada fina, de mais ou menos dois cm, por cima dos cacos de cerâmica.
Pegue a planta com a mão esquerda, e coloque um pequeno tucho de xaxim embaixo das raízes.
Coloque a planta dentro do vaso, observando a relação do tamanho do vaso (item 10). Complete o espaço que sobrar com xaxim até a altura de 1 cm abaixo da borda do vaso.
Não deixe de colocar a etiqueta identificando a planta. Utilize etiqueta plástica escrita com lápis comum n°. 2, assim a identificação durará por mais tempo.
O replantio está concluído. Si voce desea mais informação sobre as plantas visita plantas medicinais.

Thursday, August 05th, 2010 | Author:

Replantando uma orquídea

Acompanhe a seqüência de fotos que ilustra, passo a passo, como deve ser feito um replantio de forma correta.
Separe a planta que será replantada.
Observe o detalhe do rizoma saindo do vaso. É um sinal da necessidade de replantio. Outra situação em que o replantio se faz necessário é quando o substrato já está descomposto.
Com uma tesoura esterilizada (em fogo) corte o rizoma, deixando no mínimo 4 pseudobulbos. Eles irão proporcionar a florescência da orquídea no intervalo de um ano.
Detalhe do corte do rizoma, com os 4 pseudobulbos preservados, e o broto.
Elimine as raízes mortas.
Remova as bainhas e as espatas secas, para evitar o aparecimento de cochonilhas.
Lave totalmente a planta em água corrente, usando uma esponja macia para suas partes maiores.
Utilize uma escova dental e sabão neutro para lavar as partes mais sensíveis da orquídea.
Retire os resíduos de sabão com água, deixando a planta totalmente limpa.
Na escolha do vaso, prefira os de cerâmica com furos para a drenagem.
O tamanho do vaso é muito importante. O ideal é que, encostando a parte traseira da planta na borda interna do vaso, sobre um espaço de dois dedos na frente da planta.

Tuesday, August 03rd, 2010 | Author:

Material de replantio das orquideas

– Mergulhe por três minutos em água limpa o vaso a ser replantado. Assim, a planta solta-se facilmente do vaso.
– Procure encostar a parte traseira da planta na borda interna do vaso a ser replantado. Assim, a planta recém-instalada terá espaço para ficar por dois ou três anos no novo vaso.
– O tamanho ideal do vaso é aquele que, encostando-se a parte traseira da planta na sua borda interna, a sua frente dirigida para o centro do vaso atingirá a distância de 5 cm da borda interna da dianteira da planta.

Monday, August 02nd, 2010 | Author:

Dicas para replantar orquideas

– Coloque um pouco de Cap-tan (antifungo) na última água, misturando bem.
– Cuidado com o excesso de água e umidade.
– Para a perfeita oxigenação de suas raízes, as orquídeas devem estar plantadas em material poroso.
– Elas devem secar nos intervalos das regas. Use cacos limpos partidos, em um terço do vaso, para garantir uma perfeita drenagem.
– Nunca plante em terra ou substratos desconhecidos.
– O vaso precisa estar limpo, sem vestígios de terra
ou detritos.

Saturday, July 31st, 2010 | Author:

Como replantar orquídeas com sucesso

Como replantar orquídeas com sucesso.
Saiba os materiais necessários para o replantio das plantas, mantendo-as saudáveis.
Vaso do tamanho adequado (ver indicações na página 55, item 10), podendo ser de barro ou plástico.
Cacos de telhas ou vasos novos quebrados. Este material ajuda a evitar a contaminação do substrato por pragas ou doenças.
Tutores limpos de bambu ou arame grosso.
Fios de telefone ou ráfia.
Suporte de três pontas, de preferência de cobre.
Etiquetas de plástico branco, que devem ser escritas com lápis preto n° 2, para identificação da planta.
Tesoura, espátula ou faca de lâmina grossa, antes de serem utilizadas, deverão ser flambadas em chama azul por alguns minutos.
– Balde de plástico para ume-decer o xaxim antes do uso. Esta prática ajuda a eliminar eventual poeira.
– Sphagnum vermelho do litoral.
– Xaxim desfibrado novo.
Nas regiões Norte e Nordeste, existe uma excelente fibra de coco. Mas, para ser utilizada em perfeitas condições ela exige uma desfi-bradora.
– Coxim (fibra de coco) prensada.

Friday, July 30th, 2010 | Author:

 espécies de orquides Cattleya

– Pegue a planta com a mão esquerda e revista suas raízes com xaxim desfibrado, tomando cuidado para não cobrir o rizoma da planta.
– Coloque, num terço do vaso, cacos de cerâmica e um pouco de xaxim sobre eles.
– Ponha a planta dentro do vaso sobre aquele xaxim, colocando sua parte traseira encostada na borda interna. A sua frente deve ficar dirigida para o centro do vaso.
– A planta deve estar livre de pragas e doenças, não deve apresentar folhas e pseudobulbos secos ou semi-mortos e estar corretamente etiquetada.
– Por fim, a orquídea deve estar úmida, pois estará sujeita a condições adversas durante três ou quatro dias de exposição. Mais informação sobre orquideas e plantio visite plantas medicinais.

Thursday, July 29th, 2010 | Author:

Epoca de plantio das orquideas

Quando cultivar as plantas em vasos, não se esqueça de colocar no fundo, em até um terço do recipiente, cacos de cerâmica limpos e picados para obter uma perfeita drenagem.
O Oncidium vai muito bem em cultura quando instalado em casca de peroba, inclinada dentro do vaso. Coloque cacos de Vellozia e Sphagnum para completar o vaso.
A Miltonia prefere cestinhas de madeira com pequenos palitos de xaxim.
A Hoffmannseggella rupícola necessita de mais água, conforme seu hábitat, e se dá muito bem quando cultivada num substrato de xaxim desfibrado e areia grossa lavada.
A C. nobilior pode ser colocada em cestinhas de madeira com pedaços de peroba e Vellozia.
O Paphiopedilum gosta de composto de pó de xaxim, terra de matas com detritos vegetais (fervida para evitar pragas), Sphagnum, areia grossa lavada e vasos plásticos.