Tag-Archivo para » fotos de jardim residencial «

Thursday, May 23rd, 2013 | Author:

A floresta dentro da sala:

Pequenos espaços constituem a realidade de quem vive nos grandes centros urbanos. Mas isso não significa que a vegetação precisa ser pobre. Com uma boa dose de criatividade e conhecimento ce-nográfico, um paisagista pode tudo. Que o diga Raul Cânovas, que transformou um corredor de apenas 12 m x 1,80 m em um cenário de Mata Atlântica.
“A idéia era dissimular o muro e também a área de serviço da casa vizinha”, conta o paisagista, que trabalhou texturas e tonalidades para dar a sensação de profundidade, utilizando a técnica de ilusão de ótica. Assim, tons de verde-escuro aparecem encostados à parede, enquanto os de verde-claro são vistos em primeiro plano, fazendo o jardim crescer.
Da sala da propriedade se tem a melhor vista. Por isso, foram utilizados troncos de eucaliptos de diferentes diâmetros e com alturas superiores a cinco metros. Ao olhar o jardim através das janelas tem-se a sensação de estar em frente a uma floresta tropical, com árvores e plantas típicas. “Quem está na sala só enxerga a profundidade, não a altura”, explica Cânovas, que revestiu os troncos com trepadeiras, bromélias e orquídeas para garantir o visual de bosque. Entre a vegetação tropical que forma o jardim, destacam-se espécies como sa-mambaiaçu (Dicksonia sellowiand), costela-de-adão (Monstera deliciosa), palmeiras (Carpentaria acuminata e Chamaedorea erumpens), filodendros (Philodendron ou “Golden Erubescens”) e ripsális (Rhip-salis baccifera). O piso foi feito com pedra mineira, que, por conta da cor areia-clara, garante luminosidade ao espaço.

Sunday, November 01st, 2009 | Author:

Residencial jardins

O disco das cores, no fundo, nada mais é que o espectro de cores do arco-íris arranjado de forma circular. No centro do disco estão as cores primárias (amarelo, azul e pink), intercaladas pelas cores ditas secundárias (verde, violeta e vermelho). Estas últimas são chamadas secundárias, por serem resultado da combinação de parte iguais de duas primárias. Assim, o verde é resultado da combinação de partes iguais de amarelo e azul.