Tag-Archivo para » jardim «

Tuesday, October 23rd, 2012 | Author:

Clássico e contemporâneo. Assim pode ser classificado o estilo do jardim desta residência localizada no elegante bairro do Pacaembu, em São Paulo. Desenvolvido pela engenheira agrónoma e paisagista Adriane Muratt e pela paisagista Andréia Hollanda, o projeto foi concebido para oferecer aconchegantes espaços de lazer aos proprietários. “O paisagismo, acima de tudo, deveria valorizar a área, pois, além da piscina e da hidromassagem, um pouco mais ao fundo existe pista de dança, sauna, sala de ginástica, home theater e forno de pizza”, explica Adriane, acrescentando que o andar superior abriga uma pequena praça que valoriza ainda mais o ambiente. De acordo com a engenheira agrónoma, além de deixar a área mais acolhedora, os proprietários queriam que os muros fossem valorizados, devido a sua altura. Antes da implementação do projeto, Adriane revela que foi feita uma reforma total na casa, até mesmo na parte externa, trabalho executado pelo arquiteto Lionel Sasson, de São Paulo. “Não aproveitamos nenhuma planta. Começamos tudo do zero.”
Após esse período, a beleza do local chama a atenção. Não apenas pelas espécies utilizadas ou pela disposição dos objetos decorativos, mas, sim, pela harmonização do conjunto que valoriza cada detalhe, cada espaço da residência.
Peculiaridades, aliás, fazem a diferença. Para conseguir este êxito da maneira mais simples possível, as duas profissionais optaram pelas pal-meiras-fênix (Phoenix roebelínii), palmeiras-triângulo (Dypsis decaryi), kaizucas (Junipeurs chinensis), nandinas (Nandina domestica), fórmios (Phonniurn tenax), primaveras (Bougainvillea sp), damas-da-noite (Cestrum nocturnum), camélias (Camellia japonica), murtas (Myrtus communis), cicas (Cycas revolutd), mini-ixoras {Ixora coccí-nea), clorofitos (Chlorophytum comosum), pin-gos-de-ouro (Duranta repens), buxinhos (Buxus sempervirens), moreias (Dietes bicolor), mini-grama-preta (Ophiopogon japonicus ‘variegata’), grama-esmeralda (Zoysia japonica), entre outras plantas, que se “encaixaram” perfeitamente na composição do projeto.

Tuesday, July 31st, 2012 | Author:

Na parte da construção com vista para o jardim, grandes portas de vidro permitem a transição entre o interno e o externo e a observação da natureza de dentro da sala de jantar ou da sala de lareira. No caminho entre a casa e o ateliê da proprietária -um cantinho especial -, marantas definem a passagem e bambusas o separam da área de descanso, composta de pedriscos. Este caminho tem desenho orgânico, sinuoso e desnivelado, para dar uma sensação bem natural, como se a geografia original do terreno tivesse sido preservada.

Publicado em: decoração jardinagem  | Tags:  | Deixe um comentário
Saturday, June 23rd, 2012 | Author:

Jardim da Percepção é aberto ao público.
Após cinco meses de trabalho, o Jardim da Percepção está pronto para receber os primeiros visitantes. Em Nova Petrópolis, cidade serrana de 16 mil habitantes vizinha de Gramado e Canela, o jardim tem 65 espécies na fase inicial e foi preparado para ser a nova atração turística do município
O Jardim da Percepção foi concebido para que o visitante “sinta” as plantas com o tato, o olfato, paladar e audição – substituindo a visão com o uso de venda nos olhos. A área de 1.000 metros quadrados tem a forma de um circuito rebaixado um metro em relação ao solo, o que permite posicionar as plantas ao nível das mãos. A idéia é oferecer texturas diferentes e aromas variados, provocando experiências capazes de sensibilizar.
Além do circuito normal, há também um recanto chamado “Caminhos dos Sentidos”, que o visitante poderá percorrer sem sapatos, estimulando as reações nos pés, através do piso, que tem forrações diversas, desde pedrinhas de rio, madeira molhada, grama, terra, até carvão, brita, areia e concreto.
O Jardim da Percepção apresenta canteiros que abrigam as cactáceas e suculentas, as tropicais, as coníferas e as anuais. Também há o jardim das plantas medicinais e o jardim das carnívoras. Entre as 65 espécies plantadas hoje, por enquanto três são brasileiras: Erica Silvestre, Cipó de São João e o Jasmim Café. No total, são 40 espécies nativas do Rio Grande do Sul, que farão parte do grande canteiro de espécies nativas da região serrana. Entre as perfumadas, destacam-se o Jasmim Pubescens “Neve”, o Estrela e o Cipreste Macrocarpa Áurea.
As cores no Jardim da Percepção são matizadas com a beleza das azaléias (flor-símbolo do município), com os Brincos de Princesa, Magnólia Gigante, Verônica, Gardênia Ana, Camélia Branca e vermelha e a Begônia, entre outras. Taquarinhas também foram utilizadas paisagisticamente no entorno de alguns canteiros.
O Jardim da Percepção foi concebido para somar-se aos demais encantos que o município já oferece aos visitantes – principalmente aqueles que buscam o desfrute das belezas naturais. Considerado o município com uma das maiores áreas de mata nativa preservada do Estado, Nova Petrópolis aposta no incremento de atrações turísticas com esse conceito. “Conhecer para preservar” tem sido um dos slogans da Prefeitura, cujo apoio foi fundamental para trazer a idéia concretizada em Curitiba.

Wednesday, May 23rd, 2012 | Author:

No dia 7 de dezembro, em coquetel realizado na Associação Comercial do Paraná, a Apaflor -Associação Paranaense de Paisagismo e Jardinagem – apresentou a “Campanha de Conscientização”. O intuito da campanha é divulgar a entidade e esclarecer o público em geral sobre as vantagens de se contratar um profissional do paisagismo, mostrando que é ele quem está capacitado a desenvolver projetos de acordo com as necessidades e orçamentos dos seus clientes, a especificar adequadamente todos os elementos na composição de um jardim e a inserir a natureza nas casas e apartamentos sem transtornos e riscos.

Publicado em: Decoraçao jardins  | Tags: ,  | Deixe um comentário