Tag-Archivo para » laelia lundii «

Wednesday, June 30th, 2010 | Author:

Sophronitis cernua litorânea

Sophronitis cernua litorânea.
Esta espécie tem suas plantas mais agarradas ao tronco das árvores hospitaleiras. Folhas maiores que as anteriores e de cor cinza-bronze-adas. Vegetam sobre árvores e ficam totalmente expostas ao sol. Flores de dois cm de diâmetro, bastante estreladas e pontudas. Florescem em agosto e setembro.
Suas flores variam bastante de coloração, indo do verme-Iho-carmesim ao abóbora e vermelho-amarelado.

Sunday, June 27th, 2010 | Author:

Hadrolaelia tenebrosa ex Laelia tenebrosa

Hadrolaelia tenebrosa ex Laelia tenebrosa.
Espécie vigorosa com pseudobulbos claviculados alcançando até 20 cm de altura, portando uma única folha oblongo-lanceolada, bem espessa de cor verde-escuro com pequenas pontas escuras. Flores grandes de 20 cm de diâmetro um pouco onduladas. Pétalas e sépalas escuras de cor chocolate ou marrom-púrpura, labelo encrespado amarelado com zona branca marginal. Vegeta em matas mais ou menos sombrias no sul do Brasil e norte do Espírito Santo numa altitude de 800 a 1.100 metros. Floresce em dezembro e janeiro.

Saturday, June 26th, 2010 | Author:

Hadrolaelia praestans ex Laelia spectabilis

Hadrolaelia praestans ex Laelia spectabilis.
Espécie de pequeno porte do grupo das Hadrolaelias. Já é muito rara em seu hábitat, no Espírito Santo. Pseudobulbos finos e roliços de 10 cm de altura com uma única folha oblonga de cor vermelha-bri-Ihante. Flores de oito cm de diâmetro que surgem também, sem espata, de dentro das folhas novas. Pétalas e sépalas rósea-púrpura. Labelo redondo em forma de cornucópia de cor púrpura-lilás-amarelado muito rígido, e fauce púrpura-brilhante. Vegeta numa altitude entre 600 e 900 metros, de bastante umidade. Floresce em julho e agosto.

Monday, June 21st, 2010 | Author:

Hadrolaelia sincorana ex Laelia sincorana

Hadrolaelia sincorana (ex Laelia sincorana)
Espécie descoberta há poucos anos. Planta baixa, com pseudobulbos redondos de dois cm de altura com uma só folha de cinco cm de comprimento em forma de concha. Flores de oito cm de diâmetro muito semelhantes às da Laelia pumila. Pétalas e sépalas róseo-púrpura-brilhante. Labelo estreito quase rigoroso com estrias púrpuras. Existem variedades albas, semi-albas, concolores, caeruleas e outras. Seu hábitat, a 1.200 metros de altitude, é na Bahia. É de difícil cultura. Floresce entre setembro e novembro.

Friday, May 07th, 2010 | Author:

Classificação das orquideas

A classificação das orquídeas dentro do reino vegetal.
Foi Rudolf Schlechter o autor da sistemática mais usada na classificação das orquídeas, em que são adotadas principalmente as partes anatômicas da flor. Assim, a enorme .família, composta de perto de 35 mil espécies, é dividida em: Subfamílias (2), Divisões (2), Tribos (5), Séries (2), Subséries (2), Subtribos (85), Gêneros (mais de 2.500) e Espécies (cerca de 35 mil).