Tag-Archivo para » preços piscinas «

Thursday, February 23rd, 2012 | Author:

Quando a arquiteta paisagista Caterina Poli foi convidada para realizar o projeto desta propriedade, o cliente já havia comprado uma piscina de fibra de vidro, mas não tinha a menor idéia de como compô-la com o resto do terreno.
Num trabalho elaborado em conjunto com a engenheira agrônoma Rita de Cássia Degas-peri da Cunha, a paisagista optou por utilizar placas de arenito Paraná na borda da piscina e nos caminhos ao redor. Na área mais ensolarada, foi desenhado um deck de madeira que também esconde a casa de máquinas, que fica enterrada, aproveitando-se do fato do terreno ter sido aterrado.
Para drenar a água que respinga para fora da piscina, utilizou-se uma canaleta de seixos rolados, já que o cloro danificaria a grama, deixando-a com aspecto amarelado- além disso, a água ficaria empossada.
Ao lado do deck, um chuvei-rão com reservatório de 40 centímetros de diâmetro tem as funções de, antes do mergulho na piscina, tirar o sal da água do mar e depois retirar o excesso de cloro do corpo. Ou ainda, apenas para se refrescar.
O objetivo principal foi de evitar a construção de pisos e a impermeabilização do terreno, em função das freqüentes chuvas ocorridas no local, e para acentuar o aspecto rústico e despojado.
Tirando proveito de estar rodeado pela Mata Atlântica, o jardim adquiriu um caráter extremamente tropical, com espécies exuberantes, de aspecto escultó-rico e formando grandes volumes de vegetação. Entre elas destacam-se a Alpinia variegata, Papyrus, Moréia bicolor, Fórmio rubro, Strelitzia juncea e Yucda filamentosa.
Uma atenção especial foi dada também às espécies floríferas, como Trialis, Quaresmeira-anã e Gardênia, além das palmeiras, indispensáveis em um jardim tropical- sobressaindo-se a Areca-de-Lucuba, Pinanga e Ptichosper-ma macarthuri. Para completar, optou-se por grama esmeralda.

Tuesday, February 21st, 2012 | Author:

Assinado por Caterina Poli, o projeto desta área externa deveria ter uma piscina com toque clássico, um jardim de estilo europeu e um gazebo de vidro, conforme desejavam os proprietários.
Para suavizar as linhas da residência, foi elaborada uma piscina com formas orgânicas, respeitando porém seu estilo americano. Projetou-se uma cobertura de vidro sobre colunas de concreto avançando, como se fosse um gazebo, dispensando as paredes para ficar mais integrado ao jardim e evitar o calor.
Com a intenção de vencer o desnível do terreno, foram criados degraus sinuosos, simulando movimento, e uma faixa de pedrisco para drenar a água do piso ao redor da piscina.
A casa de máquinas ficou em uma área escondida, embaixo da piscina, aproveitando também o terreno com ligeiro declive. Para maior aproveitamento do sol, a piscina foi construída na parte mais alta.
A área externa foi integrada à arquitetura da casa através da escolha de materiais de acabamento em tons claros, como branco e marfim.
Quanto ao jardim, ficou afastado da piscina, longe dos respingos.
Sua composição apresenta espécies de aspecto europeu, como Kaizukas, Tuia pássaro-azul e Tuia prateada, entremeadas por flores em tons de branco e azul das Hortênsi-as, Gardênias, Jasmim do imperador, Camélias e Evolvulus. No gazebo utilizou-se o Jasmim estrela, enquanto o Jasmim italiano foi colocado em treliças. Para finalizar, optou-se por plantar grama esmeralda, que tem aspecto mais suave.